sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Pedi, buscai, batei...


Gente, li isto no blog do Bispo Macedo e decidi compartilhar com vocês, porque acredito que todos necessitamos de aprender um com o outro, a cada dia, e vejo esse homem com um verdadeiro instrumento nas mãos de Deus.

Por que pedir se já sabe o que preciso?
Por que buscar se já sabe que preciso achar?
Por que bater se já sabe que estou à porta?
É verdade…
Como onisciente, Deus sabe de todas as coisas. Nada, absolutamente nada é oculto aos Seus olhos. O passado, presente e futuro são como uma fotografia em Suas mãos.
Mas, por que tenho tanto de me esforçar, pedir, buscar, bater, lutar, perseverar, insistir, enfim, sacrificar para tomar posse dos meus direitos, em Cristo Jesus, prometidos na Bíblia?
De fato, entre o querer e o realizar, há um enorme deserto a atravessar. Só os valentes e determinados conseguem vencê-lo. Tímidos, covardes e medrosos ficam no meio do caminho.
Mas, como saber quem merece ou não tomar posse?
A fé.
A fé põe à parte a luz, as ovelhas, os fortes, corajosos, ousados, intrépidos, determinados, enfim, os que acreditam e colocam em prática os Pensamentos de Deus. Já os incrédulos, bodes, covardes, fracos, tímidos e medrosos são sepultados no deserto.
É a fé individual que julga e decide quem merece ou não tomar posse das Promessas.
Todos têm fé. O problema é que nem todos têm tido coragem para obedecer sua voz.
Não há como alcançar os benefícios da fé sem usar a própria fé.
Como o dinheiro é moeda de troca numa transação comercial, assim tem sido a fé no relacionamento com Deus.
Sem a prática da fé, isto é, sem a obediência à Palavra de Deus é impossível agradá-Lo. É impossível merecer Seus favores. http://bispomacedo.com.br
O que achou?

0 comentários :

Postar um comentário

Gostou do post? Comente. Ficarei muito feliz em saber sua opinião sobre essa postagem que preparei com muito carinho.