quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Eu não sou descarga!

O título parece estranho, engraçado e até chamativo, se consegui chamar sua atenção para clicar no link e acessar meu blog está comprovado que você achou curioso (a) eu ter dado esse título ao texto.  Bom, foi a intenção, rs.

Se não gostou da brincadeira, tudo bem. Sou assim mesma, gosto de descontrair, tá certo que nem sempre agradamos a todos, mas pelo menos conseguimos dar humor a vida e fazer alguém sorrir.

Observando a vida percebi que muitas vezes nos tornamos descarga. Talvez você pergunte: Hum? O que? Descarga?

Sim, descarga! Aquele botãozinho do vaso sanitário que sempre apertamos após defecarmos. Sabe qual é? Então, ele mesmo.

Ao darmos descarga tudo que é sujeira vai para algum lugar. E, já parou para pensar para onde estas ‘bostaiadas’ vão?  Talvez na sua cabeça essa seja a pergunta mais idiota que já ouviu, pois é lógico que elas vão para o esgoto, que vai para os rios e depois pro tiete, eca que nojo... Pois bem, se você acha que nossas fezes e urinas são nojentas, elas ainda podem ficar piores!

Agora, pare e pense: Quantas vezes em nosso dia-a-dia permitimos que nossos ouvidos se tornem descarga de tudo quanto é tipo de nojeiras? Quer exemplo? Você acorda e logo ouve alguém falando mal da vizinha, a vizinha fica sabendo por outra vizinha que logo vai reclamar no seu ouvido, você por sua vez não aguenta e logo passa a conversa adiante... E assim o assunto vira uma sujeira só, um monte de bosta e xixi misturado em um único lugar.

Desculpe-me, se, se sentiu ofendido (a) com as palavras que utilizei para definir a fofoca, mas não vejo outra maneira de definir essa sujeira que acaba com a paz de qualquer um que se envolve com ela.


Definitivamente eu odeio fofoca. Há quem goste e eu respeito, mas não me faça de vaso sanitário, nem tão pouco de descarga!!!
O que achou?

2 comentários :

Gostou do post? Comente. Ficarei muito feliz em saber sua opinião sobre essa postagem que preparei com muito carinho.