quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Alex Sampaio: "Posso dizer que até hoje gostei de 80% das reportagens que fiz"


Surpreendo-me com as escolhas que faço, principalmente quando se trata de entrevistados, pois gosto de buscar histórias que nos motivem e, todas as vezes, tenho tido a sorte de me deparar com pessoas especiais, que carregam em suas vidas experiências inesquecíveis, que nos fazem viajar através de suas histórias. O entrevistado da vez é o repórter Alex Sampaio. Hoje com 32 anos, ele cresceu sonhando em ser diretor de TV, mas, ainda na faculdade, se apaixonou por falar para as câmeras.  Com um talento nato, ganhou destaque e, antes mesmo de concluir a faculdade, foi convidado para apresentar o programa “SHOPTV”, na Band Rio. Atualmente está na Rede Record. Trabalhava no “Balanço Geral”, no Rio de Janeiro, com Wagner Montes, quando foi convidado para trabalhar na Record de São Paulo, onde fez grandes matérias para o “Câmera Record” e, recentemente, passou a integrar o elenco do “Programa da Tarde”.
Karen Salvador: É normal ouvirmos de estudantes de comunicação sobre a vontade de trabalhar na televisão, por se espelharem em algum famoso. Quando você entrou na faculdade, tinha o mesmo objetivo?  

ALEX SAMPAIO: Na verdade, só entrei na faculdade de jornalismo porque na minha época não existia Rádio e TV. Desde pequeno meu sonho era ser como o Boni (da TV Globo), dirigir uma emissora de TV, criar programas, pensar em nomes para eles e fazer grades de programação. Quando era moleque, brincava o tempo todo de fazer isso, Anotava em cadernos, sonhava e até deixava de ir para rua para fazer minhas grades de programação. Já na faculdade, por insistência de uma professora chamada Cintia Brasil, eu deixei de matar as aulas dela, de telejornalismo, e, quando percebi, já estava apaixonado em falar para as câmeras.

KS: Quando nasceu o desejo de ser jornalista?

ALEX SAMPAIO: Brinco com meus colegas que sou um jornalista de mentira. Na verdade esse nunca foi o meu foco. Fiz jornalismo porque na época era o caminho que existia para me levar à televisão. Não tenho hábitos de jornalistas, sou completamente o oposto. Mas no jornalismo conheci uma das coisas que mais gosto de fazer, que é contar histórias. Principalmente as histórias que podem de alguma forma transformar a vida das pessoas. Meu compromisso não é com a notícia, mas sim com o entretenimento e a transformação na vida de quem está do outro lado, por meio de um personagem ou artista, algum exemplo que sirva de reflexão.

KS: Como iniciou sua carreira na TV?

ALEX SAMPAIO: Na faculdade me envolvi na TV universitária e comecei a atuar em programas produzidos pela minha universidade. Fui ganhando espaço e quando estava no último período da faculdade recebi uma ligação, ao meio-dia, para estar na emissora às 13h, para apresentar um programa ao vivo na Band Rio, pois o apresentador tinha acabado de se demitir. E aí começou tudo. A ligação foi feita pela Monica Miranda, que era coordenadora da TV da minha universidade e amiga da diretora do programa. No primeiro dia fiquei tenso. Assistia o programa em casa, era um televendas com entrevista que se chamava SHOPTV. Cheguei à emissora faltando 5 minutos para entrar no ar, foi tudo corrido, e quando a câmera acendeu, eu disse: “Boa tarde o “SHOPTIME” está no ar!” (risos) Foi um mico, errei o nome do programa, uma gritaria no meu ouvido, mas depois não parei mais. Ficamos quase 1 ano no ar, de segunda a sexta ao vivo, por 1 hora. Era incrível, aprendi muito e descobri ali que eu poderia usar meu dom para transformar a vida de quem está do outro lado da tela.

KS: De todas as reportagens que fez, de qual mais gostou?

ALEX SAMPAIO: Difícil falar de uma em especial, cada reportagem tem uma energia diferente. Posso dizer que até hoje gostei de 80% das reportagens que fiz, os outros 20% acabei sendo obrigado, por questões de trabalho, por causa do emprego ou linha editorial. Mas, há cerca de 5 anos, quando cheguei no grupo Record, ainda lá no Rio, minha vida se transformou. Pessoas incríveis passaram pelo meu caminho, entenderam minha linguagem e meus objetivos e me deram oportunidades. Entre elas Wagner Montes, Thiago Contreia, Rafael Gomide e agora o Mafran Dutra. Posso dizer que na Record gosto de todas as reportagens que fiz até hoje e espero ter oportunidade de investir cada vez mais no entretenimento e deixar o jornalismo para colegas maravilhosos e talentosos que temos na empresa.

KS: Há algum tempo, você caiu numa pegadinha e se demonstrou calmo em meio à situação. Você é sempre calmo ou apenas se controlou?

ALEX SAMPAIO: Na verdade não sou muito calmo, fico um pouco aborrecido quando algo na engrenagem não foi feito direito, pois pode refletir no vídeo e quem está em casa não merece ver algo sem brilho. Então, acabo sendo exigente comigo, e com meus colegas. Mas no dia da pegadinha em especial confesso que estava mais calmo, pois tinha acabado de sair de um exame médico e tava meio de energia baixa. Acho que foi até bom, pois não revelei muito meu lado menos calmo (risos).

KS: Existe alguma matéria em especial que você sonha em fazer?

ALEX SAMPAIO: Meu maior sonho é ter um espaço para contar histórias e mostrar atrações que divirtam e transformem o telespectador. Quero explorar uma linguagem que acredito que é ser natural.  Espero que um dia, se for da vontade de Deus, eu possa realizar esse sonho que grita todos os dias no meu coração. Mas tem quatro pessoas que gostaria muito de entrevistar, acompanhar o dia e os estimular a abrir o coração. O Boni, pela importância, inteligência e competência. A Flor de Lis, pela opção de ter adotado tantos filhos, e ter salvado tantas vidas do crime e das drogas. A Ana Maria Braga, pela naturalidade como conduz o show, pelo empreendedorismo e pela verdade quando olha na câmera.  E a Xuxa, pois essamulher formou uma geração, que acredita na capacidade de realizar os sonhos, no amor, na amizade, na alegria e em Deus.

KS: Com sua naturalidade para fazer reportagens, você conquistou muitos admiradores, principalmente estudantes que buscam por uma oportunidade no mercado. Que mensagem você deixa para eles?

ALEX SAMPAIO: Se você tem certeza no seu coração de que o seu caminho é esse, que seu dom é trabalhar nessa área, não tenha dúvida de que a sua hora vai chegar. É preciso muito esforço, é fundamental correr atrás, bater nas portas, pedir, e é essencial ter fé. Deus está no controle, Ele é generoso e quer filhos felizes, então, faça a sua parte e deixe que no tempo Dele as coisas acontecem, por mais ansioso que você seja – eu sou muito. Mas, detalhe: é preciso estar atento às oportunidades. Ás vezes a gente roteiriza uma coisa, e não é assim que ela chega nas nossas mãos. É preciso sabedoria para entender isso e aproveitar. Nunca finja ou force uma emoção, a câmera capta toda verdade sempre!  


O que achou?

7 comentários :

  1. Adorei a entrevista,sou fã deste grande jornalista, admiro muito as reportagens que ele faz, parabéns pelo seu trabalho Alex. E parabéns pela bela entrevista Karen, muito bacana.

    Sabrina Marques
    Jornalista portal arca universal

    ResponderExcluir
  2. Adorei o recado dele para os estudantes. Parabéns pela entrevista Karen :)

    ResponderExcluir
  3. Karen, gostei muito da sua entrevista! Parabéns!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Karen, excelente entrevista, gostei mto do blog

    ResponderExcluir
  5. Linda entrevista, gosto muito das matérias do Alex!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Boa entrevista! Amei o blog! beijaao!

    www.annecrisley.blogspot.com

    ResponderExcluir

Gostou do post? Comente. Ficarei muito feliz em saber sua opinião sobre essa postagem que preparei com muito carinho.